30/01/2017

A importância de NÃO termos figuras como Eike Batista investindo no jogo

Empresário, preso na Operação Lava-Jato, possuía a intenção de abrir um cassino no Rio de Janeiro

O empresário Eike Batista voltou dos Estados Unidos nesta segunda-feira, 30 de janeiro, para se entregar para a Polícia Federal. Eike é acusado de pagar propina de mais de US$ 16 milhões para o ex-prefeito do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (já preso na mesma operação). A prisão do empresário brasileiro, que chegou a ser um dos 7 homens mais ricos do mundo, demonstra a importância de não termos esse tipo de figura investindo em casas de jogo no Brasil após a futura legalização. Recentemente foi amplamente noticiado que o mesmo Eike estaria investindo em máquinas caça-níqueis, visando a abertura de um cassino no Rio de Janeiro.

Eike Batista sendo encaminhado para o presídio em Bangu

O jogo já não é visto com bons olhos no Brasil por muitas pessoas, principalmente após o escândalo de corrupção envolvendo o bicheiro Carlinhos Cachoeira, que culminou na proibição dos bingos no Brasil, em 2007. Imagine se o jogo já fosse legalizado em nosso país e que o empresário Eike Batista fosse dono de um cassino. Teríamos um novo escândalo, e inevitavelmente a fama do jogo seria novamente ferida.

- Veja também: Dono de emissora de TV pretende investir em cassino no Brasil 

O jornalista Magno José, presidente do Instituto Jogo Legal, já havia “cantado a pedra”. Em matéria recentemente publicada no site BNL, afirmou que o interesse de Eike Batista no jogo poderia ser maléfico para a aprovação dos projetos de legalização que tramitam na Câmara e Senado, já que o empresário é visto com péssimos olhos pelos membros da casa.

Eike Batista e Sérgio Cabral

Esse caso demonstra a necessidade de haver critério e uma verdadeira operação pente-fino por parte da futura agência reguladora antes de dar concessões para as casas de jogo. Aqueles que investirem devem ser comprovadamente empresários sérios, competentes em seus negócios, e sem qualquer tipo de acusação criminal. Outra opção seria permitir o investimento de redes de cassinos estrangeiros no país. Um exemplo é a rede Caesars, mais notavelmente conhecida pela famosa casa de jogo em Las Vegas. Inclusive, algumas movimentações da empresa indicam que ela pode investir em um cassino no Brasil.

- Veja também: Como funcionará a agência reguladora do jogo no Brasil? 

Nós amantes da jogatina torcemos para que o jogo seja legalizado, regulamentado e fiscalizado com rigidez, afinal, não podemos correr o risco de vermos o jogo ser penalizado novamente pela corrupção de alguns. Aproveite a promoção de nosso site, em parceria com um dos melhores cassinos online da internet, o Vera&John: clique no botão abaixo, abra uma conta no site, e ganhe R$ 35 grátis para se divertir de graça!

Jogar com R$ 35 grátis na Vera&John