11/05/2017

CEO de companhia de cassinos quer investir US$ 8 bilhões no Brasil

A visita do empresário Sheldon Adelson ao país pode acelerar o processo de regulamentação do jogo

O jogo foi proibido no Brasil há 70 anos. As motivações, segundo muitos, foram religiosas. O jogo era visto como algo feio, corruptível. No entanto a sociedade se modernizou, e as maiores economias do mundo passaram a prosperar com a exploração do jogo. Enquanto isso, o Brasil é uma das poucas países democráticos que ainda proíbem a exploração do jogo, muito pela incapacidade do Estado em fiscalizar devidamente à atividade, e de dar suporte aos jogadores com problema de compulsão ao jogo. Mas nesse ano de 2017 tudo isso pode mudar. Dois projetos de regulamentação do jogo estão prestes a ser votados na Câmara e no Senado. Apesar da turbulência política causada pela discussão de reformas no país, a visita frequente de empresários estrangeiros com interesse em investir no Brasil pode reativar a urgência da votação dos projetos de legalização.

O CEO do Las Vegas Sands, Sheldon Adelson

O caso mais recente é o do CEO da Las Vegas Sands, Sheldon Adelson. Um dos homens mais ricos do mundo, cuja fortuna é avaliada pela Forbes em US$ 20 bilhões. O empresário já esteve no Rio de Janeiro, reunido com o prefeito Marcelo Crivella, e em Brasília, onde prometeu para senadores e o presidente Michel Temer um investimento de US$ 8 bilhões no país caso o jogo seja devidamente regulamentado. A visita vem em boa hora, já que reativou a discussão sobre a legalização do jogo na imprensa brasileira, ainda mais sob a perspectiva de atrair grandes investidores como o próprio Sheldon Adelson.

Investidores têm visitado o Brasil nos últimos meses 

A iminência da legalização do jogo no maior país da América Latina tem gerado ansiedade nas grandes empresas do segmento. Além de Sheldon Adelson, esteve no Rio recentemente no Rio o empresário James Murem, que comanda o grupo MGM Resorts, com vários empreendimentos na capital mundial do jogo, Las Vegas; Outros visitantes foram Jan Laverty Jones, ex-prefeita de Las Vegas e uma das principais executivas do Caesars Entertainment Corporation, dona do Caesars Palace; um grupo de executivos da rede Red Rock, com casas de jogo na Califórnia e Michigan, nos Estados Unidos; os europeus da rede Estoril Sol, de Portugal; e até mesmo uma empresa estatal de cassinos da Áustria.

MGM Grand Las Vegas

Nos próximos dias deveremos ter mais informações sobre o conteúdo das reuniões de Sheldon Adelson no Brasil. No final da última quarta-feira (10), o americano esteve no Ministério da Fazenda. Nesta quinta-feira (11), esteve reunido com a Frente Parlamentar em Defesa do Turismo. Se você gosta de jogos de cassino e bingo, jogue online com R$ 35 grátis na Vera&John! Para ganhar, basta abrir uma conta no site clicando no botão abaixo!

Jogue com R$ 35 grátis!