13/01/2015

Histórico dos Cassinos no Brasil

Surgimento, auge e proibição dos cassinos no Brasil

Durante décadas, os cassinos geraram dezenas de milhares de empregos no Brasil, alavancaram a economia e fomentaram o turismo. Os primeiros registros da atividade no país são do século XIX, ainda no período do império. Mas com a consolidação da república, já em 1917, a prática foi proibida pela primeira vez em todo o território nacional. Em 1934, no entanto, os cassinos foram regulamentados pelo então presidente Getúlio Vargas e a indústria viveu seu auge nos doze anos seguintes. Na época, existiam cerca de setenta cassinos em todo o país, em sua maioria localizados em grandes hotéis, reunindo empresários, famosos, políticos e até celebridades internacionais. Além dos jogos, os cassinos eram famosos pela exibição de grandes espetáculos musicais. Impulsionados pela expansão da indústria radiofônica, os principais artistas brasileiros apresentavam-se nos maiores cassinos do Rio de Janeiro, alavancando as duas indústrias. Entre as décadas de 20 e 40, a capital da república era o centro cultural brasileiro, em uma época que ficou marcada na história como "Era de Ouro dos Cassinos e do Rádio". Os dois principais cassinos do país foram construídos no Rio. O Cassino na Urca (foto) era o mais glamuroso, palco de shows de artistas do calibre de Carmen Miranda, Emilinha Borba e Grande Otelo. O Cassino do Copacabana Palace, por sua vez, era maior e mais luxuoso, e também recebia grandes espetáculos.

Cassino da Urca

O auge dos cassinos no Brasil terminou em 1946, quando o recém-eleito presidente Eurico Gaspar Dutra estabeleceu a proibição dos jogos de azar em todo o país por meio do Decreto-Lei nº 9.215. Especula-se que o militar cedeu às pressões de sua esposa, Carmela Teles Leite Dutra, uma católica fervorosa. Cerca de 40,000 trabalhadores da indústria perderam seus empregos, causando um forte impacto negativo na economia e no turismo. A proibição está em vigor até os dias de hoje. Atualmente, existe um movimento no Brasil que defende a legalização dos jogos de azar, com base no projeto de lei PL 2 826/2008 que se encontra em processo de tramitação na Câmara dos Deputados. A proibição dos jogos não se estende ao mundo virtual, uma vez que não existe espaço físico. Dezenas de sites oferecem o serviço no país, e você pode encontrar os principais em nossa página de revisões.