11/04/2017

Opositor à legalização do jogo admite grande possibilidade de aprovação

O PL 442/91, que legaliza o jogo no Brasil, está pronto para ser votado em Plenário na Câmara

O deputado federal Antonio Carlos Mendes Thame (PV-SP), opositor ferrenho à legalização do jogo no Brasil na Câmara dos Deputados, admitiu, em entrevista para o programa Palavra Aberta, que nunca antes o projeto esteve tão próximo a ser aprovado, através do substitutivo ao PL 442/91 aprovado pela Comissão Especial do Marco Regulatório.

O deputado Antonio Carlos Mendes Thame admitiu que o jogo deve ser legalizado

O assunto abordado na entrevista foi “jogo do bicho, cassinos e bingos podem ser legalizados”. Uma comissão especial da Câmara já aprovou a proposta, que está pronta para ser votada pelo Plenário da casa. A expectativa do projeto é que os impostos sobre as apostas gerem R$ 20 bilhões ao ano em arrecadação, que poderiam ser utilizados para custear várias áreas importantes para o país, como a Previdência e a Saúde. Na entrevista de nove minutos, o parlamentar se esforçou para apresentar motivos para não legalizar o jogo no país. Ao ser perguntado pela jornalista Daniela Andréa se o projeto poderia ser um meio de o Governo arrecadar mais, o deputado utiliza de argumentos sem embasamento para justificar sua posição. “Na realidade não é este o caminho porque não é uma agregação de valor. Não se cria um produto novo. O jogo só concentra riqueza e este valor que está sendo dito que seria arrecadado através de tributos de R$ 20 bilhões não vai ser arrecadado porque ele já é arrecadado. Vai empobrecer as famílias, um dinheiro que vai ser tirado da população em geral. Na verdade, é só uma alteração. O Brasil não fica mais rico. É pior caminho este que está sendo escolhido”, comentou.

O deputado Guilherme Mussi é relator do projeto de legalização da Câmara

O parlamentar ignora a existência do jogo clandestino no país, como o jogo do bicho, os bingos e as máquinas caça-níqueis, que envolvem milhões de apostas todos os dias, mesmo na ilegalidade. Além disso, esquece que as casas de jogo iriam aquecer o turismo estrangeiro em nosso país, trazendo dinheiro do exterior.

Deputado acredita na legalização 

Ao ser perguntado se havia clima na Câmara para a votação e aprovação deste projeto, mesmo em meio a discussão de projetos polêmicos como a reforma de Previdência, o deputado apontou a perspectiva da oposição sobre o assunto: “Na realidade, nunca houve um clima tão grande para aprovar estes projetos. Nós nunca tivemos tamanha dificuldades. Começou com o repatriamento do dinheiro ilícito do exterior. Se os mesmos parlamentares que votaram pelo repatriamento votarem a favor dos cassinos e aos outros empreendimentos ilícitos, que são muitos e que hoje estão na ilegalidade, nós teremos tudo que é ilícito regularizado”. A entrevista foi realizada para o programa Palavra Aberta, da TV Câmara, onde são discutidas as propostas que tramitam na Câmara Federal. Se você não quer perder tempo para se divertir e disputar partidas online valendo dinheiro, aproveite nossa promoção exclusiva: clique no botão abaixo, abra uma conta no site de jogos Vera&John, e ganhe R$ 35 grátis para jogar! Fonte: Site Câmara.

Jogar online com R$ 35 grátis